terça-feira, 13 de março de 2012

EDUCAÇÃO


Sei que minha mãe sempre se preocupou com minha educação, desde cedo suas bases de referências foram os escritos de Ellen G. White, isso foi ficando cada vez mais enraizado que até o meu namoro com o Diogo entrou na “dança”, tinha horas estabelecidas para tudo. Voltando ao tema educação, como eu estou prestes a ver o rostinho do meu filho Lucas, fiquei matutando algumas coisas sobre a educação que eu tive, como não posso simplesmente perguntar para você mãe como eu devo fazer isso ou aquilo revolvi buscar a fonte, os escritos de Ellen G. White, tudo que eu já li até hoje dos seus livros sempre foram de grande ajuda para eu poder superar ou entender as reviravoltas da vida.
Procurando por onde começar, já que são inúmeras suas contribuições, escolhi o livro Educação e ao começar a lê-lo achei alguns trechos que merecem destaque, então resolvi compartilhar com vocês.

“A verdadeira educação significa mais do que avançar em certo curso de estudos. É muito mais do que a preparação para a vida presente. Visa o ser todo, e todo o período da existência possível ao homem. É o desenvolvimento harmônico das faculdades físicas, intelectuais e espirituais. Prepara o estudante para a satisfação do serviço neste mundo, e para aquela alegria mais elevada por um mais dilatado serviço no mundo vindouro”. P.13

                No meio de tantas sabedorias que seu livro trás uma citação que não poderia faltar é esta:

“Cada ser humano criado à imagem de Deus, é dotado de certa faculdade própria do Criador - a individualidade - faculdade esta de pensar e agir. Os homens nos quais se desenvolve essa faculdade, são os que encaram responsabilidades, que são os dirigentes nos empreendimentos e que influenciam caracteres. É a obra da verdadeira educação desenvolver essa faculdade, preparar os jovens para que sejam pensantes e não meros refletores do pensamento de outrem. Em vez de limitar o seu estudo ao que os homens têm dito ou escrito, sejam os estudantes encaminhados às fontes da verdade, aos vastos campos abertos a pesquisas na Natureza e na revelação. Que contemplem os grandes fatos do dever e do destino, e a mente expandir-se-á e fortalecer-se-á. Em vez de fracos educados, as instituições de ensino poderão produzir homens fortes para pensar e agir, homens que sejam senhores e não escravos das circunstâncias, homens que possuam amplidão de espírito, clareza de pensamento, e coragem nas suas convicções”. P. 17 e 18.

Os escritos de Ellen ultrapassaram a barreira do tempo, eles permaneceram vivos até hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário