sexta-feira, 2 de março de 2012

PINTINHO


Às vezes as memórias vêm à mente quando você menos espera, um dia desses aconteceu algo parecido em uma conversa com o Diogo.
Não me pergunte como começou... Isso já é forçar a barra para minha mente...  RS.
- Amor... Vou trazer uma galinha caipira para você matar...
- Você esta louco, eu não mato galinha.
- Mata sim, você tem sangue de matadora de galinha nas veias.
- Claro que não, eu nunca vi minha mãe matando galinha.
- Você não viu mais com certeza ela fazia isso.
- Deixa eu te contar uma coisa... Uma vez minha tia pegou um pintinho do quintal e me deu, ela disse que era para eu levar para mostrar para minha mãe, até então não entendi muito o porquê, pois minha mãe nasceu na roça e com certeza teria visto muitos pintinhos nascer. E na casa da minha tia também tinha pintinho solto pelo terreiro. Mas mesmo assim peguei o tal pintinho e levei para minha mãe, antes de sair de perto da tia ela falou para eu esconder o pintinho nas mãos, assim eu fiz.  Mãe olha o que eu trouxe para você ver... E abri as mãos para mostrar... Ela deu um pulo da cadeira e regalou os olhos, era como se eu tivesse com uma cobra nas mãos ou sei lá algo muito perigoso. Naquele dia eu descobri que ela tinha pavor de pintinhos, o medo era tanto que nem conseguia falar. Eu acabei me assustando com ela, pois nem imaginava que um bichinho tão inofensivo pudesse deixar alguém naquele estado de choque.  Como sempre eu levei a culpa, ela brigou comigo e disse para nunca mais fazer aquilo.
Agora me explica como pode uma pessoa que tem medo de pintinho consegui matar uma galinha? Definitivamente eu não tenho sangue de matadora de galinha nas veias.
- Medo de pintinhos? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário