quinta-feira, 21 de junho de 2012

OLHA O PRECONCEITO!!!



Na época que se estreava Pokémon na televisão as coisas em casa eram assim:
- Filha vai tomar banho e vê se limpa bem esse joelho e pé.
- tá mãe.
Minutos depois...
- Pronto mãe. Já tomei banho.
- Me deixa ver esse pé. Nossa filha você não vai arranjar namorado assim com esse pé encardido. Deixa-me ver esse joelho... Está preto. Você não tomou banho direito. Pode voltar e limpar essa sujeira.
- Mas eu esfreguei mãe.
-Se tivesse esfregado estaria limpo, olha a diferença do meu pé para o seu. Pode voltar e tomar esse banho melhor.
-Tá.
Minutos depois... e com o joelho e pé irritados de tanto esfregar...
-Pronto terminei.
-Mas ainda esta preto filha.
Irritada de tando ir e voltar do banheiro explodi.
-Claro né mãe você já reparou a minha cor?
E o silêncio reinou no ambiente. Pelo menos não tive que voltar para o banheiro aquele dia.


sábado, 16 de junho de 2012

SABEDORIA: Desejo de muitos dons de poucos



“Quem procura ter sabedoria ama a sua vida, e quem age com inteligência encontra a felicidade”. Provérbios 19:8 NTLH


Como na vida de milhares de pessoas que estão por ai neste mundo a fora tenho certeza que já passou por circunstância onde a vida  passou uma  rasteira... Na vida da Dona Marta também não foi diferente, tiveram muitos momentos que a deixaram confusa na decisão certa a tomar, foram muitas decepções colecionadas na vida.
Acredito que não foi fácil para ela ver sua mãe sendo levada para o hospício sem nenhuma doença psicológica, ver seu pai manter duas famílias e dar mais atenção para a outra. Ter meios irmãos que nunca teve a chance de conhecer de verdade. Trabalhar na roça de baixo de um sol escaldante, etc. Rancor, tristeza, desilusão, ódio, incerteza foram alguns dos sentimentos  que ela colecionou da infância a adolescência.
Tudo isso poderia ter moldado uma pessoa com coração duro e insensível, como acontece com muitos, mas não. Toda essa parte da sua vida foi canalizada e usada como aprendizado para uma maturidade emocional. Não importa o que façam com você e sim como você ira reagir aos acontecimentos. Para isso é preciso sabedoria.
Minha mãe sempre tentou melhorar a cada passo, nunca ficar parada, estagnada, esperando que algo caísse do céu, ela buscou até o final alcançar seus sonhos. Muitas coisas eu pude aprender com essa determinação que resplandecia nela. Muitas vezes não importa o resultado e sim a trajetória.