quinta-feira, 15 de novembro de 2012

UMA CARTA PARA VOCÊ... MÃE!



Mãe?
Eu encontrei um bilhete que fiz para a senhora lá no hospital.  Lembra?!

“Oie...
Mamãe. Cheguei e a senhora não estava. Fiquei assustada. Mas me informaram que a senhora estava fazendo exames.
Estou com saudades da minha querida mamãe, melhora logo tá. Trouxe para a senhora escondido docinho de leite e chicletes.
Você é muito especial para mim e minha melhora amiga, você sabe disso TE AMO MAMÃE.
Ah o Diogo mandou um beijão e ele vem amanhã te ver. Acho que a senhora vai ter muita companhia, pois os seus amigos da igreja vai querer vir aqui.
Você mãe é a flor mais linda que Deus criou e embeleza meu jardim.
Não sei se vou estar aqui quando você chegar, então, qualquer coisa me liga.
Beijos Te amo muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito.

É claro né mãe, que no final do bilhete tinha sua letra com anotações de telefone de uma pessoa que nem sei quem é. Coisa da Dona Marta, rabiscar tudo, até documentos importantes. Não faz mal. Isso faz eu ter certeza que você sempre lia esse simples bilhete, por isso quando você precisou de um pedacinho de papel para escrever, não hesitou e usou a pequena folha.
Queria sentir a mesma coisa daquele dia. Saber que você logo voltaria. Que eu iria ouvir você de novo. Que seu sorriso não seria uma doce lembrança mais um acontecimento real.  Queria poder reclamar quando você me chamava de barrigudinha na frente do povo. Ah você faz falta. Sinto uma necessidade louca de falar com você. Quando eu vejo a família reunida, não aguento e entro no banheiro para fazer as perguntas de sempre, PORQUE VOCÊ TINHA QUE MORRER? PORQUE VOCÊ NÃO ESTA AQUI COM A GENTE? TUDO ISSO É MUITO INJUSTO.
É nessas horas que olho para sua foto e vejo seu lindo e largo sorriso pra mim. Parece que você me ouviu e fala. “calma filha, UM DIA a gente vai se ver novamente. Esse dia vai chegar logo.  Mantenha a calma e tenha paciência”.
Desculpa mãe, mais eu espero ansiosa por esse dia. TE AMO. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário