sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

AMNÉSIA


-Amor, me ajuda vai eu quero parar de comer doces ou doces que não contêm valor nutricional (isso é continuar podendo comer sem sentir culpa)...

-Claro amor  vou te ajudar não comprando mais... - Diogo fala com um sorriso no rosto.

Essa é aquela hora que você percebe que falou asneira de novo e bate aquele arrependimento, mas você engole a vontade de falar "esquece vai é que deu um momento de pura insanidade".

-Tá e quando eu esquecer que te falei isso, por favor, me lembre. - Essa palavras foram faladas com um gosto amargo na boca.

Tudo isso acontecendo na sexta, dormi acordei e tive amnésia ou é assim que prefiro referir minha vontade louca de correr para o mercado e comprar todo chocolate e bolachas que eu puder trazer.
Antes de o relógio marcar meio dia lá estava eu comendo um bombom, me deliciando como uma criancinha, melhor, como uma viciada.

Depois de terminar de comer a única coisa que fica na sua mão é a embalagem e ela grita para você... VIU VOCÊ NÃO ME RESISTE.
Que saudades daqueles tempos da adolescência onde tudo parecia mais simples...

- Mãe decidi que não vou comer  mais carne, vou virar quase vegetariana (das carnes só peixe) e não vou comer mais doces, nesta época acho que ela pensou que não duraria nem uma semana essa minha loucura, mas apoiou.  Por incrível que pareça sou essa quase vegetariana até hoje, isso faz 7 anos e doces esses eu só resisti 3 anos, depois comecei a comer algumas coisas ainda selecionadas, até chegar a isso que sou agora RS.

Mas  ainda insisto que hoje  foi o último dia como chocólatra e amanhã eu serei uma outra pessoa... Tomara que a amnésia não me encontre de novo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário