sexta-feira, 12 de abril de 2013

Mãe Leoa




Quando fiquei grávida do Lucas, fiquei muito preocupada em como cuidar do meu pequeno, pois nunca tinha trocado fralda e muito menos o costume de ficar pegando bebê pequeno no colo, tinha medo de derrubar ou de machucá-los.  Com a gravidez veio à pergunta: E agora como eu cuido do meu bebê?
Essa resposta apareceu através do parto, quando ele saiu de dentro de mim, percebi que já sabia o básico, sabia trocar fraldas, dar banho, trocar, cuidar do umbigo e dar o principal que é o amor. O instinto materno tinha aflorado. Uma loucura, cada dia um aprendizado.
Como os dias foram passando percebi que muita coisa em mim tinha mudado, eu não era mais aquela pessoa vergonhosa ao reivindicar meus direitos, principalmente se envolve minha cria.
Quando o Lucas tinha seus 4 meses, tive que levá-lo ao posto de saúde para tomar sua vacina, o trajeto usei o transporte público. Ao entrar no ônibus o motorista não esperou eu sentar com o Lucas, simplesmente começou a sair, dando um balanço no ônibus que fez eu me segurar no primeiro banco que encontrei. Sem piscar, olhei para ele, e falei: “você esta cego? Não esta vendo que estou com um bebê no colo? Você não pode sair até eu conseguir sentar. Depois acontece um acidente, e vocês vem falando que não tiveram culpa”. Terminei de falar, sentada no meu acento, o motorista não abriu a boca para falar nada, eu ainda não satisfeita ainda comecei a falar com a cobradora sobre o assunto, ela tentando ser educada só deu atenção, entretanto não expôs sua opinião. Minha cunhada estava comigo neste dia, e quando descemos do ônibus ela soltou, que mãe leoa. Eu olhei para ela e ainda discuti a situação, depois que veio o sorriso, pois nada tinha acontecido com meu bebê.
Estou assim, a calma acaba quando envolve meu filho, se não concordo falo tudo que vem na mente. Errado eu sei, todavia não é o que dizem por ai, que toda mãe tem um pouco de leoa, o problema é que a minha leoa esta um pouco aflorada.




Mesmo sendo esta leoa, por enquanto totalmente selvagem, tento fazer o meu melhor sempre, cuidando, protegendo, amando e educando meu filhote.

Nenhum comentário:

Postar um comentário